ORIENTAÇÕES ANTES DA CIRURGIA 

  • É importante para o sucesso da cirurgia e do tratamento, que tanto o médico como o paciente e seus familiares estejam convencidos da importancia da cirurgia, dos seus benefícios e riscos. Todos devemos estar confiantes no sucesso da intervenção e colocar muita energia positiva. 

  • Inicilamente o paciente deve pensar e discutir com seus familiares e médico assitente sobre o procedimento, seus riscos, objetivos, benefícios, tratamentos alternativos, etc. Para que todos estejam em sintonia. 

  • Uma vez decidido pelos procedimento cirúrgico, vamos iniciar a segunda etapa, que consiste na realizção de exames de sangue (HEMOGRAMA,SODIO, POTASSIO, UREIA, CREATININA, GLICEMIA JEJUM, CPK, COAGULOGRAMA COM TAP E PTTK), raios-X de tórax e avaliação cardiológica (RISCO CIRÚRGICO) para sabermos se o paciente tem condições para ser operado.

  • Após completar os exames e o risco cirúrgico, o paciente deverá agendar a consulta com o anestesista (AVALIAÇÃO PRÉ-ANESTÉSICA), quando poderá conhecer o anestesista, tirar dúvidas sobre como será os procedimentos de anestesia e seus riscos.

  • JEJUM TOTAL (líquidos, sólidos e pastosos) de 8 horas antes da cirurgia (p. exemplo, se a cirurgia está marcada para as 8:00h da manhã, você deve começar o jejum a meia noite).

  • Caso faça uso de alguma medicação para pressão, tireóide ou calmante, deverá mantê-la até o dia da cirurgia e tomá-lo com 5ml de água. (medida de um copinho de café).

  • Suspender AAS e anti-inflamatórios por 10 dias antes da cirurgia.

  • Suspender fórmulas para emagrecer, 20 a 30 dias antes da cirurgia.

  • Qualquer outra medicação, questione o cirurgião ou o serviço de anestesia do hospital.

  • Trazer apenas objetos de uso pessoal como : chinelos, sabonete, escova e creme dental e pente.

  • Não utilizar maquiagem, esmalte, grampos e presilha de cabelos, lentes de contato, próteses, jóias, piercing, talco, cremes, perfumes e não chegar ao hospital com o cabelo molhado.

  • Trazer todos os exames realizados de laboratório, RX, tomografias, eletrocardiograma, etc (INCLUSIVE OS FILMES/CHAPAS)

  • Caso esteja gripado ou resfriado, com febre ou tosse, na semana antecedente à cirurgia, informar ao médico imediatamento para ser avaliado e confirmar ou não, a cirurgia.

  • Mesmo já internado, se o anestesista constatar que o paciente não apresenta condições ideais para a anestesia, como secreção pulmonar, febre, tosse, crise hipertensiva, exames pré-operatórios insuficientes, a cirurgia será imediatamente suspensa, devido ao alto risco.

  • Para aqueles que utilizarem o Convênio Médico, às vezes será necessário levar para a internação uma guia já autorizada pelo mesmo, com senha ou protocolo. Favor verificar essa necessidade com antecedência, para evitar contratempos de última hora que podem levar ao cancelamento da cirurgia.

  • Caso estejam marcadas mais de uma cirurgia para o mesmo dia, a ordem para a sua realização não será necessariamente aquela estabelecida durante a marcação, pois serão sempre priorizadas as crianças (primeiro as mais novas) e idosos, e a seguir os adultos jovens. Outra possibilidade de alteração da ordem é naqueles casos em que um paciente já se encontra em condições cirúrgicas e o outro ainda está resolvendo problemas na internação.

  • Encerrada a cirurgia, o paciente permanecer por um período (variável - na sala de recuperação pós-anestésica (RPA). Somente depois de estar totalmente estável é que retorna para o quarto.

  • Logo após a cirurgia , ou o médico ou o anestesista falará com algum familiar para explicar como foi a cirurgia e dará orientações pós-operatórias. Portanto, é necessário que uma pessoa da familia permaneça no hospital.

      Autorização de cirurgia (consentimento livre esclarecido)

  • Todos os paciente OBRIGATORIAMENTE devem assinar o Autorização de cirurgia (consentimento livre esclarecido) antes da cirurgia. Os pacientes que sofrerão intervenção cirúrgica são orientados quanto aos procedimentos e riscos. A autorização do paciente é assinada pelo mesmo ou pelo responsável. O documento tem caráter informativo e explicativo e o consentimento autoriza os médicos a realizarem os procedimentos necessários a cada caso.

  • Nos casos de risco de vida do paciente em estado de emergência, a cirurgia ocorrerá submetida à legislação vigente.

ORIENTAÇÕES APÓS A CIRURGIA 

  • Por ocasião da alta hospitalar, o paciente deverá estar acompanhado de algum responsável. Não deverá dirigir veiculo nesse retorno para casa. Também não é aconselhável a utilização de ônibus, trem ou metrô, pois caso alguma intercorrência, é preciso retornar imediatamente para o hospital.

  • Quando da alta do paciente, o médico irá receitar os medicamentos com as indicações de posologia para que seja medicado em casa. Atestado será fornecido apenas ao paciente. O retorno e retirada de pontos será indicado pelo médico cirurgião. A equipe irá marcar o retorno do paciente que em geral ocorre 30 dias após a alta do mesmo.

  • Qualquer dúvida o anormalidade entrar em contato imediatamente com o médico ou retornar ao Hospital (Pronto Socorro) - o Hospital Vila Velha  possui plantonistas 24h, no hospital.